sexta-feira, 15 de julho de 2011

Entrevista com Demi Lovato sobre a reabilitação

Nós ficamos muito surpresos quando recebemos a notícia que você iria procurar tratamento. O que a levou a essa decisão?
Demi: Havia algumas coisas, fisicamente e emocionalmente, que eu estava fazendo comigo mesma, que eu percebi que não eram saudáveis. Eu provavelmente não continuaria viva se eu continuasse a tratar meu corpo como eu estava tratando. Depois de anos com distúrbios alimentares, depressão, e auto mutilação eu decidi procurar um médico e me tornar uma paciente.
Você estava vivendo uma vida dupla então? Por que, por fora, você era uma menina linda e saudável, mas que por dentro tinha muitos problemas.
Demi: Eu era como o dia e a noite. Em frete das câmeras eu conseguia ficar super ligada, afinal isso faz parte de ser atriz, e como música, você sobe ao palco e põe tudo para fora, indiferente do que você esteja enfrentando na vida. Então eu tive que colocar a minha vida pessoal na frente a minha carreira, o que é muito difícil para mim, pois a minha carreira é como eu me conheço e lidar com isso.
Você disse que isso começou há alguns anos, quando foi isso?
Demi: Bem comecei a lidar com a depressão quando eu tinha 7 anos. Eu tinha pensamentos suicidas, o que não é normal para uma criança.
E você descobriu o motivo?
Demi: Sim. Quando eu comecei o tratamento, fui diagnosticada com bipolaridade. E como eu não sabia e não fui medicada por tantos anos, acabou me levando aos problemas mais sérios como anorexia, bulimia e auto mutilação.

Você parece feliz. É assim que você se sente?
Demi: Por hoje é. Hoje eu estou feliz e animada com a vida. Eu não sei o que vai acontecer amanha, mas se algo não acontecer eu sei que eu posso enfrentar.

Quer ler a entrevista toda? Capricho

Nenhum comentário:

Postar um comentário