sábado, 16 de julho de 2011

A CANADENSE AVRIL LAVIGNE VOLTA AO BRASIL APÓS SEIS ANOS PARA UMA SÉRIE DE SHOWS PELO PAÍS
As apresentações acontecem dias 27 e 28 de julho, em São Paulo, 31 de julho no Rio de Janeiro, 02 de agosto em Belo Horizonte e 04 de agosto em Brasília
 
 
 
Clique na foto para baixa-la em alta resolução. Crédito: Divulgação
Para mais fotos desse e de outros espetáculos, acesse nossa sala de imprensa
 
Aos 26 anos, a cantora, compositora e instrumentista canadenseAvril Lavigne já pode ser considerada uma veterana. Virou a voz e a imagem de grande parte de uma geração. Os ingredientes para isto estão em uma personalidade marcante e muita atitude, que a levaram a se interessar por música muito cedo e por conquistar uma carreira de sucesso mundial antes dos 18 anos.

Com realização da TIME FOR FUN, os shows da turnê de divulgação do álbum Goodbye Lullaby acontecem dias 27 28 de julho noCredicard Hall em São Paulo31 de julho no Citibank Hall, no Rio de Janeiro02 de agosto no Chevrolet Hall em Belo Horizonte e, fechando a turnê brasileira, dia 04 de ag osto, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília.


A pré-venda exclusiva para clientes CredicardCitibank e Dinerspara os shows em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonteacontece entre os dias 13 e 19 de junho. O público geral poderá adquirir ingressos a partir de 20 de junho. Pré-venda e venda acontecem nas bilheterias oficiais dos shows e pelo telefone4003-5588. Mais informações sobre o show em Brasília serão anunciadas em breve.
 
Em 2002 a artista canadense despontou para o estrelato mundial pop com Let Go, 6 X platina, seguido de Under My Skin, 3 X platina em 2004 e depois, The Best Damn Thing, platina em 2007. No tempo que se dedicou a gravar os seus três álbuns, Avril ainda emplacou múltiplos singles de sucesso global: "Complicated," "Sk8er Boi," "I'm With You," "Losing Grip," "Don't Tell Me," "My Happy Ending," "Nobody's Home," "Keep Holding On," "Girlfriend," "When You're Gone," "Hot" e "The Best Damn Thing." Ela r ecebeu oito indicações ao prêmio Grammy, ganhou sete prêmios Juno do Canadá e vendeu mais de 30 milhões de álbuns no mundo todo nos últimos oito anos.

O último álbum de Avril Lavigne, Goddbye Lullaby, lançado em março deste ano, traz um momento de amadurecimento da cantora. Ela compôs ou foi co-autora de todas as canções, escreveu e produziu duas faixas inteiramente sozinha - "4 Real" e "Goodbye"  e nas palavras da própria Avril: "Me permiti ser vulnerável. Acho que é com os momentos verdadeiros que as pessoas se identificam mais. As pessoas que ouviram o álbum tiveram reações emocionais muito fortes, então percebi que quando algo é tão real assim, provavelmente vai emocionar as pessoas. A música é uma coisa bonita porque pode ser interpretada."

A intensidade de Goodbye Lullaby é contrabalançada pela sua instrumentação:  texturas fortes e ricas de violão acústico e piano, além de uma orquestra em "Darlin'," "Remember When," e "Goodbye." Em todo o álbum, das faixas pop dançantes às baladas mais tenras, a voz de Avril sempre chama atenção, emocionante e vibrante em interpretações perfeitas de suas letras. 

Em 2010, Avril escreveu "Alice" para o filme-fantasia de Tim BurtonAlice no País das Maravilhas, que foi incluída no álbum compilaçãoAlmost Alice, lançado em março. O clip de "Alice," dirigido por David Meyers, mostra a aventura da própria Avril que desce pela toca do coelho.

Além da música, a canadense também se dedica a atividades filantrópicas depois de fundar a The Avril Lavigne Foundation, que atua em parceria com importantes organizações beneficentes a fim de projetar e desenvolver programas, conscientizar e mobilizar apoio a crianças e jovens vítimas de doenças ou deficiências graves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário